Ai, que tesão de festinha!!!

| |
Fui à festa de aniversário de Priscila, minha melhor amiga. Lá estariam todos os meus amigos e a noite prometia ser animada. Muita cerveja, muito vinho, muita música e muitas gargalhadas; o habitual. Mas naquela noite alguma coisa estava diferente, desde o momento que eu pisei lá dentro, senti que algo mais estaria por vir.
Depois que os pais dela, as tias velhas e as crianças foram embora, Priscila disse que a festinha iria começar pra valer, e - sem que eu esperasse - tirou o vestido preto, colante, que ela estava vestindo e que a deixava deliciosa. Priscila tem 1,70m, 62kg, é loira, tem cabelos longos, corpo sarado, tudo no lugar, tudo certinho, nada sobrando e nada faltando. Ela é invejável.
Priscila estava nua. Não usava nem calcinha e nem soutien aquela noite. Ficou apenas de sapato, alto, salto fino, bico fino, muito sensual. E, no meio da sala, começou a dançar, esfregando a bunda e a xana na cara de todos os convidados. Éramos sete aquela noite: Priscila, Cláudio, Júlia, Marcos, Samantha, Felipe e eu. Fizemos uma roda e Priscila ficou no meio dela, estávamos sentados no chão e ela em pé, oferecendo aquela buceta lisinha e inchada para cada um de nós, que poderíamos fazer o que quiséssemos com ela.
- Caprichem, é o meu presente de aniversário, tem que ser inesquecível. - Ela dizia, enquanto colocava um dos pés no ombro de Cláudio e ele a chupava deliciosamente.
Júlia se levantou e tirou um vibrador da bolsa. Desceu sua calcinha até o joelho e começou a socar o vibrador dentro da buça, sem dó nem piedade, na frente de todo mundo. Marcos colocou o pau pra fora e começou a tocar uma punheta, enquanto olhava para Júlia. Samantha enfiou na boca o pau do Felipe, que estava duro e vermelho. Eu me afastei um pouco e fiquei olhando meus amigos se comendo na sala. Meus mamilos estavam duros, quase rasgando a minha blusa, eu já estava encharcada de tanto tesão. Levantei minha saia, afastei minha calcinha e fiquei ali, massageando meu grelinho, enfiando um, dois, três dedos na minha bucetinha, cada vez mais latejante, quente e molhada!


Priscila pegou o vibrador de Júlia e pediu para que eu segurasse, enquanto ela sugava a xana de Júlia, que por sua vez já estava de boca no cacete delicioso do Marcos. Marcos mamava deliciosamente os peitos de Samantha, que tinha sua buceta tocada por Cláudio. Felipe se preparava pra socar a pica na xana da Priscila.
Eu não conseguia parar de olhar, enquanto chupava o vibrador, podendo sentir o gosto da xota da Júlia em minha boca, o que me deixou ainda mais excitada. Pedi ao Felipe que enfiasse o vibrador na Priscila e me devolvesse, e assim ele o fez. Deu umas cinco bombadas com muita força usando o vibrador e depois me devolveu. Eu enfiei aquele brinquedinho de borracha na boca, inteiro, para não perder nenhuma gota da Priscila. E Samantha, quando viu o que fiz, pediu que eu fizesse o mesmo com ela. Eu abaixei, ficando de joelhos pra ela, enquanto enfiava o vibrador naquela buceta que parecia chorar, de tão encharcada. E depois tembém chupei o borrachudo, e pude provar o gosto do sexo da Samantha.
A essa altura, eles já tinham mudado de parceiros. Priscila estava sendo fodida por Marcos e tinha seus peitos sugados por Cláudio. Felipe chupava a xota de Júlia enquanto Samantha rebolava em cima dele, com sua buceta engolindo seu pau inteiro.
Eu socava aquele vibrador em mim, e gozava sem parar. Os gemidos deles entravam em meus ouvidos e me faziam sentir mais e mais tesão ainda, e quanto mais tesão eu tinha, com mais força enfiava aquela pica de borracha dentro da minha xana. Fechei os olhos por um momento e gozei alucinadamente, tanto que até as minhas mãos ficaram molhadas. Abri os olhos no susto, com Priscila gritando para Felipe:
-Vem, vem comer meu cu, gostoso. Vem me foder inteira!!! Vem que eu quero rebolar minha bunda no seu cacete. Vem também, Marcos, vem comer minha buceta, vem tesudo!!!
Ela gritava tanto que parecia que ia explodir de tesão. Marcos deitou-se no chão, Priscila encaixou a xota na pica dele e empinou a bunda para que Felipe lhe enrabasse. Ela se mexia freneticamente enquanto gritava sem parar, pedindo mais força, mas rápido, mais pica. Então Cláudio enfiou o pau na boca gulosa de Priscila, que chupava inteiro, tanto que as bolas batiam na sua cara.
Júlia e Samantha começaram a chupar a xota uma da outra, num 69 muito quente. Júlia enfiava a língua dentro da buça da Samantha enquanto friccionava o grelo com os dedos. Samantha enfiava três dedos na xota da Júlia com uma das mãos, enquanto passava língua tesa no seu clitóris em movimentos frenéticos, e enfiava o dedo no cuzinho apertado da Júlia.


A essa altura eu já havia gozado várias vezes e resolvi socar aquele pau de borracha no meu rabo. Era difícil, porque eu tenho o cu bem apertadinho, e sozinha não conseguiria. Estava louca de vontade de ser enrabada e resolvi entrar na brincadeira também. Pedi aos meninos que comessem meu cu, porque eu não estava conseguindo sozinha; eles, muito solícitos, vieram na mesma hora. Primeiro foi o Felipe, que passava aquela cabeça do cacete grande dele bem na portinha.  Eu gritei que era pra ele enfiar logo aquela porra de cacete no meu rabo, e ele socou até o fim, como tanta força que eu vi até estrela. Bombou muito aquela pica gostosa no meu cu, e depois deu a vez pro Marcos, que me enrabou sem dó nem piedade, socando aquele caralho grosso no meu rabo, e eu sentia as bolas dele batendo na minha xana, e ficava alucianada, e depois veio o Cláudio, que parecia um louco, nunca vi ninguém meter com tanta força e tão rápido. Gozei absurdamente, o meu gozo escorria pelas minhas pernas e eu não conseguia mais ficar em pé.
Priscila, Júlia e Samantha se divertiam com o vibrador que deixei de lado enquanto os três metiam no meu rabo, mas logo largaram-no de lado, quando os meninos pediram que elas os chupassem até que eles gozassem. Priscila pediu que todos gozassem em cima dela, já que ela era a aniversariante, e todos toparam.
E, como que quase sincronizado, os três gritaram que iam gozar. Priscila se deitou no chão e ia sendo esporrada, enquanto eles gritavam:
- Bebe a minha porra toda, sua piranha safada!
- Esfrega essa porra na sua cara, vadia!
- Quero ver tudo limpinho, vaca, não pode sobrar uma gota de porra aqui!!!
E ela ia esfregando a porra pelo corpo, e nós, meninas, resolvemos ajudar na parte da limpeza, lambendo cada parte do corpo da Priscila, tirando toda porra de cima dela.
 
BlogBlogs.Com.Br